Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Mato Grosso
Cuiabá
Goiás
GoiâniaAnápolis
Nordeste
Sergipe
Aracajú
Ceará
Fortaleza
João Pessoa
João Pessoa
Alagoas
Maceió
Rio Grande do Norte
Natal
Pernambuco
RecifeGaranhuns
Bahia
SalvadorFeira de SantanaIlhéusItabuna
Maranhão
São Luiz
Piauí
Teresina
Norte
Pará
Belém
Roraima
Boa Vista
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Tocantins
Palmas
Rondônia
Porto Velho
Acre
Rio Branco
Sudeste
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Rio de JaneiroAngra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéVolta Redonda
São Paulo
São PauloAraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaiLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposTaubatéSorocabaVotuporanga
Espírito Santo
Vitória
Sul
Paraná
CuritibaFoz do IguaçuCascavelLondrinaMaringá
Santa Catarina
FlorianópolisBlumenauCriciúma
Rio Grande do Sul
Porto AlegrePelotasRio GrandeSanta Maria

Como os pais devem lidar com os erros dos seus filhos

Confira o ensinamento deixado pelo Bispo Renato Cardoso e sua esposa Cristiane Cardoso durante recente reunião

Como os pais devem lidar com os erros dos seus filhos

Normalmente, uma das coisas que mais enraivece os filhos são os castigos. É notório que os pais têm autoridade, no entanto, devem exercê-la com sabedoria. Pois, os filhos precisam ser instruídos, de forma adequada para a sua idade, quanto à fé e à vida. A Palavra de Deus diz:

“E vós, pais, não provoqueis à ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor.” (Efésios 6: 4)

Durante reunião no Templo de Salomão, no domingo último (15), o Bispo Renato Cardoso e sua esposa, Cristiane Cardoso explicaram como é importante os pais saberem a diferença na hora de aplicar um castigo ou uma correção.

“Castigo é você punir a pessoa por ela ter errado. Correção é você mostrar uma maneira melhor (de como deve ser feito). O que normalmente irrita os filhos é o castigo, porque tem pouco aprendizado. Leva a pessoa a sentir algo ruim contra o castigador. Mas, a correção, apesar de muitas vezes também não agradar, tem um benefício. Se uma pessoa é corrigida, e é inteligente, (…) ela vai pensar ‘é ruim saber que eu errei e tenho que mudar, mas é para o meu bem’”, destacou o Bispo.

Lidar com o erro dos filhos

No relacionamento entre pais e filhos, é importante evitar um tratamento injusto. Muitas vezes, os filhos se tornam resistentes aos ensinamentos, porque recebem castigos excessivos. Cristiane alertou que as crianças não têm estrutura para lidar com a ira de pai e mãe e, por isso, a Bíblia fala diretamente aos pais como devem agir na criação dos seus filhos.

“Quando o pai castiga o filho, normalmente, é porque está com raiva; e não para corrigir ou ajudar (…) Por isso, que ele (o filho) não aprende nada. Porque sente essa raiva que você (pai ou mãe) tem e se sente injustiçado. A criança não tem estrutura para lidar com a ira dos pais (…) E a Bíblia fala para os pais. Porque o pai e a mãe têm estrutura, sabem mais — deveriam saber — , têm a maturidade para lidar com o erro dos seus filhos”, comentou.

fonte: Universal.org

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

10 + um =