Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Mato Grosso
Cuiabá
Goiás
GoiâniaAnápolis
Nordeste
Sergipe
Aracajú
Ceará
Fortaleza
João Pessoa
João Pessoa
Alagoas
Maceió
Rio Grande do Norte
Natal
Pernambuco
RecifeGaranhuns
Bahia
SalvadorFeira de SantanaIlhéusItabuna
Maranhão
São Luiz
Piauí
Teresina
Norte
Pará
Belém
Roraima
Boa Vista
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Tocantins
Palmas
Rondônia
Porto Velho
Acre
Rio Branco
Sudeste
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Rio de JaneiroAngra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéVolta Redonda
São Paulo
São PauloAraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaiLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposTaubatéSorocabaVotuporanga
Espírito Santo
Vitória
Sul
Paraná
CuritibaFoz do IguaçuCascavelLondrinaMaringá
Santa Catarina
FlorianópolisBlumenauCriciúma
Rio Grande do Sul
Porto AlegrePelotasRio GrandeSanta Maria

Setembro Amarelo: este é o mês do combate ao suicídio

Neste período, ações são realizadas para conscientizar e prevenir o suicídio. Saiba mais

Setembro Amarelo: este é o mês do combate ao suicídio

Sem sensacionalismo ou terror, mas, com seriedade, é preciso falar do suicídio. Afinal, a cada 40 segundos uma pessoa tira a própria vida. O suicídio é a segunda causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos no mundo, atrás apenas de acidentes de trânsito.

A Organização Mundial de Saúde estima que cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio por ano. Só no Brasil foram registrados 13.467 casos, a grande maioria entre homens. Os números da publicação apontam que a taxa global de suicídio foi de 10,5 por 100 mil habitantes.

Por isso, desde 2015, o Brasil instituiu setembro como o mês da prevenção e do combate ao suicídio. Chamado de Setembro Amarelo, nesta época são realizadas campanhas e ações que conscientizam sobre as causas e como evitar que as pessoas cheguem ao ato extremo de tirar a própria vida.

Pessoas que ajudam, palavras que salvam

Preocupados em amparar estas pessoas, a Universal mantém uma série de projetos e ações que ajudam a combater o suicídio. Entre eles estão:

Pastor Online: O projeto oferece atendimento e apoio emocional e espiritual gratuitamente. Ele é sigiloso e está disponível 24h por meio do site www.universal.org/pastor-online ou pelo telefone (11) 3573-3535.

Projeto Help faz parte da Força Jovem Universal (FJU) e trabalha o bem-estar da juventude dando todo auxílio para vencer a automutilação, a depressão e outros problemas emocionais. Para mais informações, acesse a página no Instagram.

Também há o grupo Depressão Tem Cura que desde 2019 ajuda na cura das dores da alma. Além disso, também disponibilizam atendimento via WhatsApp. Clique aqui.

Transformação

Mirian Ramos, de 43 anos, conta no vídeo abaixo como a sua vida foi atingida pela depressão. Ainda na infância, ela diz ter enfrentado uma série de problemas dentro de casa. “Tive uma infância desestruturada, pois nasci em um lar destruído pelo álcool, pelas drogas e brigas… cresci nesse meio e achava que a vida era só aquilo… por causa dessa situação toda, que perdurou até a minha adolescência, por diversas vezes, pensei em tirar a minha vida…”, relembra.

fonte: Universal.org

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

3 × cinco =