Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Mato Grosso
Cuiabá
Goiás
GoiâniaAnápolis
Nordeste
Sergipe
Aracajú
Ceará
Fortaleza
João Pessoa
João Pessoa
Alagoas
Maceió
Rio Grande do Norte
Natal
Pernambuco
RecifeGaranhuns
Bahia
SalvadorFeira de SantanaIlhéusItabuna
Maranhão
São Luiz
Piauí
Teresina
Norte
Pará
Belém
Roraima
Boa Vista
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Tocantins
Palmas
Rondônia
Porto Velho
Acre
Rio Branco
Sudeste
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Rio de JaneiroAngra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéVolta Redonda
São Paulo
São PauloAraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaiLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposTaubatéSorocabaVotuporanga
Espírito Santo
Vitória
Sul
Paraná
CuritibaFoz do IguaçuCascavelLondrinaMaringá
Santa Catarina
FlorianópolisBlumenauCriciúma
Rio Grande do Sul
Porto AlegrePelotasRio GrandeSanta Maria

Insistir ou desistir?

Insistir ou desistir?

Durante o programa Escola do Amor Responde, uma aluna entrou em contato com Renato e Cristiane Cardoso, disse que namorou um rapaz durante um ano e meio e, de repente, ele decidiu terminar a relação. Eles se separaram, ela sofreu muito e, por um tempo, ficou atrás do rapaz, até que decidiu seguir sua vida. Entretanto, depois de um mês, ele pediu para voltar, disse que gosta dela, mas que está confuso. Eles não voltaram, pois ele não tomou nenhuma atitude para que reatassem. Apesar disso, ela quer saber se insiste no namoro ou se desiste de vez.

ALUNA – Namorei um rapaz durante um ano e meio e, de repente, ele quis terminar. Eu sofri muito e ficava atrás dele, mas me cansei e parei. Segui minha vida e o bloqueei nas redes sociais, mas, depois de um mês, ele me pediu desculpas, disse que queria voltar e que estava com saudades. Entretanto passou um tempo e ele não queria mais voltar. Ele gosta de mim, mas fala que não sabe o que quer da vida e não toma nenhuma atitude. Eu não sei o que fazer.

RENATO – Está bem claro para quem está de fora que você tem que desistir e não deixar mais que ele desperdice seu tempo. Ele não sabe o que quer nem a deixa avançar
na sua vida.

CRISTIANE – Dou uma dica a todos os alunos que estão querendo entrar em um relacionamento com uma pessoa confusa, indefinida, que não está em condições de estar em uma relação: se a pessoa não sabe o que fazer com a própria vida, está confusa, não sabe se vai ou se quer, como vai seguir ao lado de outra pessoa em um relacionamento? Uma pessoa confusa usa isso para fazer que a outra sinta pena dela. Ela diz que gosta, mas está confusa e pensa que a outra tem que ter paciência. Você só perde seu tempo, dá tempo para que ele continue confuso e vai ficar aos pés dele esperando.

RENATO – Todos os sinais que ele já deu e está dando são de que não sabe o que quer da vida e não está preparado para o casamento. Ele pode servir para uma “boa ficada”, para “um lance” e ser um contatinho quando bate o vazio, mas não é alguém para se casar. Desista o quanto antes, a menos que você goste de sofrer.

CRISTIANE – Se você gosta de ser boba, mantenha contato com ele. Caso contrário, o melhor é terminar e ponto final.

RENATO – A pessoa pensa: “e se eu estiver jogando fora o grande amor da minha vida?” O grande amor não é isso, você não sabe o que ele significa e por isso está agindo assim. Quando você conhecê-lo, vai saber o que é amor. Não deixe que ele a faça de boba. Quando você estiver preparada, estará com alguém que ame e a ame também.

fonte: Universal.org

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

vinte + dezessete =