Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Mato Grosso
Cuiabá
Goiás
GoiâniaAnápolis
Nordeste
Sergipe
Aracajú
Ceará
Fortaleza
João Pessoa
João Pessoa
Alagoas
Maceió
Rio Grande do Norte
Natal
Pernambuco
RecifeGaranhuns
Bahia
SalvadorFeira de SantanaIlhéusItabuna
Maranhão
São Luiz
Piauí
Teresina
Norte
Pará
Belém
Roraima
Boa Vista
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Tocantins
Palmas
Rondônia
Porto Velho
Acre
Rio Branco
Sudeste
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Rio de JaneiroAngra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéVolta Redonda
São Paulo
São PauloAraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaiLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSorocabaVotuporanga
Espírito Santo
Vitória
Sul
Paraná
CuritibaFoz do IguaçuCascavelLondrinaMaringá
Santa Catarina
FlorianópolisBlumenauCriciúma
Rio Grande do Sul
Porto AlegrePelotasRio GrandeSanta Maria

Você tem um emprego ou uma carreira?

Jim Veja dicas para identificar a diferença e mudar sua vida

Todos almejam uma ocupação que lhes dê tranquilidade financeira e estabilidade, mas, estar empregado não quer dizer, necessariamente, estar na trilha de uma trajetória de sucesso.

A verdade é que grande parte das pessoas possui trabalho, mas não uma carreira. Muitos têm empregos e não são felizes. Trabalham em áreas que não lhes agradam e apenas cedem a sua força de trabalho à empresa.

Como existem diferenças entre ter emprego e uma carreira, aqui vão algumas dicas para perceber o que está errado e mudar:

1 – Você faz o que deve ser feito e só?

Se for esse o caso, trata-se apenas de “cumprir a tabela” com as habilidades e força de trabalho, e ponto final. Porém, a carreira requer movimentação e crescimento. Estar estagnado na mesma função há um bom tempo, não ter mudança de responsabilidades nem encarar novos desafios revelam que o profissional está fazendo apenas o que deve ser feito e não demonstra a menor perspectiva de que poderá ir além disso.

2 – Você aprende no seu cotidiano?

A diferença entre emprego e carreira está ligada ao aprendizado. Quem está aprendendo está se desenvolvendo na carreira. Pense: há quanto tempo você não aprende algo novo na sua função ou sobre a sua empresa? Muitas vezes, o profissional está na mesma função, mas vai se tornando mais sênior, começa a ser chamado para reuniões, recebe atribuições ligadas a tomadas de decisão. Nesse caso, há desenvolvimento de carreira.

3 – Você está tão absorvido por tarefas cotidianas a ponto de nunca inovar?

Perceba que o profissional que não se empenha em fazer diferente, dentro da função que exerce, acaba não criando coisas novas, não traz algo de diferente para a rotina do escritório, não apresenta novas ideias e sugestões de como executá-las. Trazer ou procurar novas práticas é uma maneira de influenciar pessoas e se tornar uma referência.

4 – Você têm objetivos definidos e sabe qual o próximo passo a ser dado?

A falta de foco e de metas representa um problema sério. Quem está em um emprego e não tem a visão de construção de uma carreira, não faz a mínima ideia de qual é o seu próximo passo. Quem não toma as rédeas da sua trajetória, não planeja e acaba ficando refém do que a empresa decide para a vida profissional.

5 – Você desenvolve habilidades que o levem a uma meta?

Se o movimento é o principal divisor de águas entre emprego e carreira, aquele que cria condições propícias para a sua evolução demonstra que está atento à sua trajetória profissional como um todo.

6 – Você acredita que pode atingir seus objetivos?

A falta de fé em si mesmo barra o desenvolvimento de qualquer carreira. As pessoas até sonham em chegar ao topo, mas, com frequência, não acreditam ser capazes de conseguir. Aqui fica explícita a distinção entre sonhar com uma posição e planejar-se para chegar a esse objetivo.

Fé e soluções

Mas, em muitos casos, o sucesso financeiro não chega por meio do emprego. O que fazer nessas situações? Há alternativas? O bispo Jadson Santos, responsável pelo Congresso Empresarial na Universal da Avenida João Dias, na capital paulista, afirma que sim.

De acordo com ele, infelizmente, muitas pessoas não conseguem alcançar o sucesso porque pensam pequeno. “O emprego pode ser o começo para quem quer prosperar, mas a pessoa não pode se acomodar nessa situação, porque é difícil você ver um trabalhador bem-sucedido.”

Segundo o bispo, é raro o trabalhador, no Brasil, ganhar muito dinheiro. “Quem quer vencer, deve acreditar em si e abrir sua visão para que trabalhe para si e consiga realmente fazer a diferença.”

O bispo orienta aos que querem vencer para fazerem um pacto com o Senhor Jesus. “As promessas de Deus são magníficas e imensas. É preciso buscar intensamente uma resposta dEle e escutar a voz do Espírito Santo, que certamente testificará no seu coração e lhe dará paz em relação às decisões corretas.”

Se você quer aprender mais sobre como ser um grande empreendedor, participe do Congresso Empresarial, todas as segundas-feiras, às 22h, na Universal Del Castilho, na antiga Avenida Suburbana, 4.242; em Santo Amaro, na Avenida João Dias, 1.800; no Brás, na Avenida Celso Garcia, 499; e da “Reunião da Prosperidade”, nos templos da Universal por todo o Brasil. 

 

Universal.org

 

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

18 + dezoito =