Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Mato Grosso
Cuiabá
Goiás
GoiâniaAnápolis
Nordeste
Sergipe
Aracajú
Ceará
Fortaleza
João Pessoa
João Pessoa
Alagoas
Maceió
Rio Grande do Norte
Natal
Pernambuco
RecifeGaranhuns
Bahia
SalvadorFeira de SantanaIlhéusItabuna
Maranhão
São Luiz
Piauí
Teresina
Norte
Pará
Belém
Roraima
Boa Vista
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Tocantins
Palmas
Rondônia
Porto Velho
Acre
Rio Branco
Sudeste
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Rio de JaneiroAngra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéVolta Redonda
São Paulo
São PauloAraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaiLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposTaubatéSorocabaVotuporanga
Espírito Santo
Vitória
Sul
Paraná
CuritibaPonta GrossaFoz do IguaçuCascavelLondrinaMaringá
Santa Catarina
FlorianópolisBlumenauCriciúma
Rio Grande do Sul
Porto AlegrePelotasRio GrandeSanta Maria

Se enriquecer às custas do mal?

Se enriquecer às custas do mal?

Abraão era um homem íntegro, reto e que não precisava roubar, enganar, iludir ou trapacear. Por ter uma Aliança com Deus, ele não quis receber os despojos dos reis que foram vencidos por ele, como se ele dissesse ao rei: “minha riqueza não pode vir do ser humano, não vem debaixo. Minha riqueza vem do Alto”.

Deus já havia prometido a Abraão: “sê a própria bênção”. Então, ao observar o seu caráter, podemos colocá-lo como referencial para nossa conduta diária. Em Habacuque 2.9 diz: “Ai daquele que, para a sua casa, ajunta cobiçosamente bens mal adquiridos, para pôr o seu ninho no alto, a fim de se livrar do poder do mal!”.

Abraão tinha ciência de que se ele adquirisse bens de forma cobiçosa estaria construindo sua riqueza com o mal. E há quem pense que dinheiro adquirido de forma fraudulenta vai livrá-lo do mal. Ora, se usar o mal para ganhar dinheiro, o mal vai pegá-lo, porque não há esconderijo para ele. O mal tem acesso a todos os que lhe servem e não há uma pessoa sequer que tenha se utilizado do diabo para ficar rica que não acabe colhendo os frutos disso neste mundo e na eternidade.

Por isso, Deus manda que olhemos para Abraão, ou seja, que o imitemos. Abraão não fez nenhum milagre, mas ele foi o próprio milagre e a própria bênção, porque obedeceu a Palavra de Deus.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

dezoito − um =