Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Mato Grosso
Cuiabá
Goiás
GoiâniaAnápolis
Nordeste
Sergipe
Aracajú
Ceará
Fortaleza
João Pessoa
João Pessoa
Alagoas
Maceió
Rio Grande do Norte
Natal
Pernambuco
RecifeGaranhuns
Bahia
SalvadorFeira de SantanaIlhéusItabuna
Maranhão
São Luiz
Piauí
Teresina
Norte
Pará
Belém
Roraima
Boa Vista
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Tocantins
Palmas
Rondônia
Porto Velho
Acre
Rio Branco
Sudeste
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Rio de JaneiroAngra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéVolta Redonda
São Paulo
São PauloAraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaiLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSorocabaVotuporanga
Espírito Santo
Vitória
Sul
Paraná
CuritibaFoz do IguaçuCascavelLondrinaMaringá
Santa Catarina
FlorianópolisBlumenauCriciúma
Rio Grande do Sul
Porto AlegrePelotasRio GrandeSanta Maria

No passado, Luiz fez parte de uma facção criminosa

Conheça essa história, saiba como ele teve uma nova chance

Luiz Fernando da Silva, hoje com 28 anos, era apenas um adolescente quando entrou para a criminalidade. Aos 13 anos já andava com más companhias e se envolveu com o tráfico. Na época de escola, usou drogas como maconha, lança-perfume, LSD e experimentou cocaína. Sempre inventava alguma coisa à mãe para conseguir dinheiro. Mas, chegou a um ponto que, para sustentar o próprio vício, passou a participar de assaltos, latrocínios e homicídios.

Não tinha dia nem hora. O que aparecesse para fazer, ele executava. Além disso, fazia parte de uma facção. Até que foi detido durante um assalto e condenado a 21 anos de prisão. Ele mesmo já acreditava que sua vida não tinha mais jeito. Ademais, o ódio dentro dele aumentava cada vez mais.

Condenado, Luiz passou também a traficar dentro do presídio. A sua própria mãe dizia que tinha medo dele. Quando ela o visitava, levava comida. Ele jogava fora na frente dela. Ela, também, levava livros da Igreja. Ele rasgava.

Algo começou a mudar dentro dele

Ele não queria saber de mais nada. Dizia que era do diabo. Contudo, um dia, um rapaz que estava preso com ele, começou a chamar sua atenção. O jovem era da Universal e passou a falar da vida e dos objetivos que tinha. Era um rapaz diferente, que acabou fazendo ele pensar o que havia feito, até então, com a sua vida. Mas, ele sempre recusava o convite desse rapaz para se reunir com o pastor.

Um dia, só por curiosidade, foi sozinho conversar com o pastor. Vendo a vida miserável que levava, algo começou a mudar dentro dele e, dali por diante, o desejo da transformação foi crescendo. Luiz falou com Deus. E clamou por  uma única chance. Ele, que já tinha tirado outras vidas, agora, estava em busca da Salvação e queria ganhar almas para o Senhor.

Assista ao vídeo abaixo o testemunho completo de Luiz:

Se você está passando por uma situação semelhante a que Luiz enfrentou e deseja também transformar a sua vida, então, faça o mesmo que ele. Procure hoje mesmo uma Universal mais próxima de sua casa, participe de uma reunião de fé e receba a paz que só Deus pode lhe proporcionar.

A saber, caso esteja em São Paulo, vá ao Templo de Salomão, que está localizado na Avenida Celso Garcia, 605, no bairro do Brás, zona leste.

Fonte: Universal.org

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

dois × 4 =