O Dia Internacional da Mulher será lembrada na Universal com uma celebração especial: “A Festa do Purim”

1798290_277031922459872_429182641_n

Desde o início do século XX, as mulheres lutam pelos seus direitos. Antigamente, as condições de trabalho nas fábricas eram péssimas, principalmente para elas: salários baixos, cargas horárias elevadas e nenhum reconhecimento.

Hoje, o sexo feminino conta até com uma data só sua: o Dia Internacional da Mulher. Porém, tal dia, infelizmente, se tornou apenas algo comercial. O que você talvez não saiba é que, antes mesmo dessas conquistas recentes, várias mulheres fizeram a diferença há muitos séculos. Um bom exemplo está na história da rainha Ester.

A Bíblia mostra que ela era judia e viveu numa época em que o povo hebreu era constantemente perseguido.

Amada pelo rei Assuero, ela se tornou rainha, mas nunca contou ao marido que pertencia ao povo de Israel.

O rei, em razão da influência de Hamã, inimigo dos judeus, acabou decretando a morte de todos os hebreus.

Por amar o próprio povo, Ester decidiu agir para evitar a matança. Naquela época, chegar à presença do rei sem ser chamado poderia ser motivo de morte, mesmo para uma rainha. Mas ela não se importou. Pelo contrário, se encheu de fé e foi à luta pelos seus ideais e os de seu povo. Com muita sabedoria, evitou a morte dos judeus e destruiu os planos de Hamã.

Dessa vitória surgiu a Festa do Purim, um dia muito especial na cultura judaica até hoje. Nesse dia se comemora a reversão da ordem de extermínio contra todo o povo, que foi salvo pelo ato de coragem de uma mulher.

Seguindo o exemplo judaico, o Godllywood também festeja a data, mas com uma temática diferente. A ideia é se alegrar pelos livramentos que Deus tem dado às mulheres e agradecer por tudo que Ele tem feito.

O evento já foi realizado em outros anos, mas somente para as integrantes do Godllywood.

A corretora Beatriz Bruna Alves, de 27 anos, esteve no encontro que aconteceu em março do ano passado e destaca que a reunião trouxe benefícios para a sua vida espiritual. “A palestrante Cristiane Cardoso nos ensinou como ter intimidade com Deus e falou sobre a importância de nos libertarmos do passado. Também dançamos com músicas típicas da época, que nos mostraram a cultura judaica. Além disso, eu, que não me achava boa o suficiente, entendi que para Deus eu sou importante. Desse momento em diante, aprendi a me amar mais.”

Neste ano, a festa acontecerá no dia 8 de março, às 18 horas, e não será apenas para um grupo fechado de participantes, mas para todas as mulheres que também desejam celebrar a data especial.

Cristiane Cardoso, Ester Bezerra, Fátima Matos e Núbia Siqueira estarão no comando desse encontro, que será transmitido por videoconferência do Rio de Janeiro para todo o mundo. A cantora Isis Regina também estará presente e lançará o CD “Mulheres”. Não fique de fora. Comemore a data em grande estilo.

Este post possui 1 Comentário

  1. Ola, boa tarde! Festa do Purim foi muito especial, no momento certo e hora certa, foi uma benção, acredito que muitas mulheres gostaram e se renovaram com essa reunião…

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*