Rede aleluia

17 de novembro: participe do “Domingo do Clamor”

Assista ao vídeo com a mensagem do Bispo Edir Macedo sobre o tema

Nos tempos bíblicos, o povo de Israel viveu um período de escravidão no Egito. As pessoas já estavam sem esperanças e abatidas por causa de tanto sofrimento. Mas, elas se recordavam do Deus Todo-Poderoso e clamavam a Ele pedindo ajuda.

A Bíblia diz: “E ouviu Deus o seu gemido, e lembrou-se Deus da Sua aliança com Abraão, com Isaque, e com Jacó; E viu Deus os filhos de Israel, e atentou Deus para a sua condição.” Êxodo 2:24-25

Então, por causa da Sua Palavra e da fé que estava sendo manifestada por aquelas pessoas, Deus veio em favor delas, revelando a Sua glória.

Faça o seu clamor para Deus

E esta promessa também está disponível para você, nos dias de hoje. Mas, para isso, você precisa se apresentar ao Senhor.

Sobre o tema, durante a “Palavra Amiga”, exibida no dia 12 de novembro, o Bispo Edir Macedo explicou que o clamor é uma atitude especial diante de Deus.

“Quando a gente fala em oração, existem ‘orações’ e existe ‘a’ oração. São duas coisas diferentes. Existe a reza, a prece, a oração, a súplica, mas o clamor é totalmente diferente. Foi o que aconteceu com Israel, quando eles clamaram a Deus. Porque eles vinham orando havia 430 anos, porque estavam escravizados. Mas chegou o momento em que eles clamaram ao Senhor. E Deus deu a resposta. Ele enviou Moisés para salvar o Seu povo”, disse o Bispo Macedo.

Domingo do Clamor

É por isso que no Templo de Salomão, no dia 17 de novembro, às 7h, 9h30 e 18h, ocorrerá o “Domingo do Clamor”. Você também poderá acompanhar em uma Universal mais próxima de sua casa (veja o endereço aqui).

Ainda durante a “Palavra Amiga”, o Bispo Macedo anunciou: “Eu vou orientar as pessoas a como fazerem o clamor. Porque não é uma oração qualquer”.

Você também poderá convidar familiares e amigos para participarem desse clamor.

Confira, no vídeo abaixo, uma mensagem do Bispo Macedo sobre esse dia:

Daniel Cruz / Foto: Reprodução RecordTV

Fonte: Universal.org


Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

dezoito − 7 =